28/04/2012

Esse amor...

Choras entre o ventre da noite
Todas as tuas ilusões
Toda saudade

Lagrimas perdida
Latente a desenhar a dor

Transforma em lembranças
O amor que me alimenta
Que sustenta as minhas horas

Numa caricia profunda
A vida foge, esquiva-se.
Enquanto tentas
Silenciar minha alma
Que grita com urgência
Esse amor...
(Rosi Alves)

Nenhum comentário: