02/10/2011

Solidão jamais...

Queria ser um pingo de chuva
O vento que desnuda o mundo
Queria ser flor-de-lis
Tocar o solo sentir a terra

Um pedaço de amor
Um pouco de ilusão
Solidão não...

Um poema, uma pintura
Águas que desabam... Cachoeira!
Solidão não... Solidão jamais
(Rosi Alves)



Nenhum comentário: