27/08/2011

Falando de amor...




Deixe-me falar ao seu ouvido todos os desejos que sinto.

Deixe-me afagar seus desejos com todo o meu amor.

Te falar o quanto que significa para mim

Deixa-me ninar você e fazer parte dos sonhos teus

E se isso não for possível,apenas deixe-me te pertencer

Deixe-me ser mais que isso, ser seu mar, seu rio e desaguar em teu corpo.

Deixe-me ser seu delírio seu prazer mais louco.

(Rosi Alves)






7 comentários:

Juju Porcino Loureiro disse...

"Deixe-me falar de amor..."
Maravilhoso! Estou encantada!

Muito lindo esse seu cantinho precioso, amei!
Virei sempre aqui e ficarei feliz com a sua visita.
Beijos e fique com DEUS!

Ah! estou lhe seguindo!

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema lindo e romântico.Beijos

Mário Cravo disse...

OI ROSI ALVES!!!
AI O AMOR, SENTIDO, SOFRIDO, DORIDO. MAS AO MESMO TEMPO, SENSUAL, CARNAL...TEM UM BOM DOMINGO. BEIJOS

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema que é um oceano de sedução.Adorei e deixo um beijinho.

Sonhadora

ONG ALERTA disse...

O amor inspira belas palavras, beijo Lisette.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Rosi.Está sumida do meu blog.Saudades!
Sua poesia delicada e forte, linda e sensual, romântica e entregue!
Parabéns!
Beijo grande, e fique com Deus!
Excelente quarta de paz!

Eliana disse...

Oi Rosi, passando rapidinho só para te desejar... UM ÓTIMO DIA!!! Beijos

Não força!

Tudo que é forçado é chato, é inconveniente. Ou ele (a) te ama ou não, a vida é assim apesar de a gente querer se apegar ao meio termo, no...