06/06/2011

Saudade...



Saudade...

Minha saudade é brisa
Que toca as folhas caídas
Na manhã de outono

Meu olhar disperso ao vento
Reencontra borboletas a rodopiar

Lanço redes na superfície dos sonhos
Para ver se te alcanço
Pro o nosso amor regressar.
(Rosi Alves)

Nenhum comentário:

Não força!

Tudo que é forçado é chato, é inconveniente. Ou ele (a) te ama ou não, a vida é assim apesar de a gente querer se apegar ao meio termo, no...