14/06/2011

Quando não vens ...


Quando não vens

Quando não vens
A estrada da vida
Põe se a morrer

A paisagem de tristeza
Trouxe a verdade escondida
Sementeira saudade

Onde naufragada esperança
Baila na colina vento que sopra
Enquanto lentamente
Morre-se por dentro 
(Rosi Alves)

Nenhum comentário:

Não força!

Tudo que é forçado é chato, é inconveniente. Ou ele (a) te ama ou não, a vida é assim apesar de a gente querer se apegar ao meio termo, no...