DESPEDIDA...

junho 28, 2011

INFINITO...

No infinito há nuvens alvas
Os pássaros cantam o amor
O vento dança com a chuva

As cachoeiras são cristalinas
Onde a água e bem quentinha
Aquecendo o coração

Os jardins são bem coloridos
Com o tom do arco-íris
E com ruas do perdão

Milhares de anjos
Tecendo sonhos
Esperança
E semeando a união

Para que aqui na terra
A paz floresça
Aos homens de bom coração
(Rosi Alves)

Deixe-me ir...




Deixe-me ir hoje é meu dia
Dia da despedida desse mundo bom
Dessa sensação de que nada é em vão

Deixe-me cantar o mundo
Desfalecer de amor enquanto vida tiver

Deixe-me ver o mar
As ondas que vagueiam no infinito
Ninguém sabe o dia da partida
Então quero apenas viver
Deixe-me amar, Amar sem medida

Preciso encontrar um caminho
Onde tudo pese milímetros.
Onde minhas estúpidas palavras
Não tenha o peso da tristeza e sim de liberdade

Deixe-me hoje beijar meu filho
Minha esposa
Meus pais e amigos
Dizer o quanto eu os amo e a importância que tem para mim
Sinto muito, hoje e o meu dia.
Tenho que partir!

Partirei para o desconhecido
Mais ainda assim viverei
Nas lembranças,
Na saudade das pessoas que amo 
e que me amam também
(Rosi Alves)


Dedico essas simples linhas a um amigo que partiu

desse mundo acredito eu para um plano melhor que esse

Reginaldo

You Might Also Like

8 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images